Jogue / Te odeio (Compacto)

by Humbra

/
  • Streaming + Download

     

1.
2.

about

Back to the future!
15 anos Boneco de vento Records.

Boneco de vento Records (BNV), 2015.
BNV#009

credits

released November 15, 2015

humbra_
Leonardo Oliveira
Fabiano S. Cunha
Val Waxman
Bruno Monteiro

Produzido por Lê Almeida, Rodrigo Interphone e humbra.
Gravado e mixado no Escritório em julho de 2015.
Masterizado por Val Waxman na Toca do pombo.
Arte gráfica e diagramação por Art Vandelay.
Cover photo por Maíra Ribeiro.
Synths por Val Waxman.

Jogue :: Música original por Olivia:..
Participação: Rodrigo Interphone - Guitarra, viola, baixo e voz.

Te odeio :: Música original por Neurose.
Participação: Raphael Azul - Baixo e backing.

Contato: bandahumbra@gmail.com
Soundcloud: soundcloud.com/banda-humbra
Soundcloud BNV: soundcloud.com/boneco-de-vento-records
Youtube: www.youtube.com/channel/UCAivsJZNbiJ2wyrfStEQGNg

tags

license

all rights reserved

about

Humbra Rio, Brazil

Banda de rock alternativo do Rio de Janeiro.

Alternative fuzzy rock band from Rio De Janeiro, Brazil.

contact / help

Contact Humbra

Streaming and
Download help

Track Name: Jogue (feat. Rodrigo Interphone)
Entre pela porta da frente
Entre pode entrar
Ocupe o seu espaço
E o que restar pra mim...
Jogue com inocência e não me deixe perceber
Arranque os meus olhos que é pra eu poder ver

Que você não é mais perfeita
E também pode sentir dor
Que tu és pobre como eu
Como eu...

Acorde abra os olhos
E vá ver o que fez
Confunda o confuso
E elogie quem não fez
Jogue com inocência e não me deixe perceber
Arranque os meus olhos que é pra eu poder ver

Que o seu abraço já não existe mais
E tu não pensas mais em mim
Que tu és pobre como eu
Como eu...

Assim
Track Name: Te odeio (feat. Raphael Azul)
Como é que eu vou dormir feliz
Se eu ainda não disse o que eu fiz
Presta atenção, meu amor, no que eu digo...
Nem sempre as coisas têm que ser do seu jeito
Agora tá feito, tenha um dia perfeito, mas não me amola!

Eu te odeio, eu te odeio!
Eu te odeio com todas as minhas forças
E vou te odiar o quanto eu puder
Ninguém tente me parar, ninguém sabe o que é

Eu me tranco em meu quarto tentando esquecer
A realidade que me aflige
Desse sonho que viajo, dessa droga entorpecente
Eu realmente me perdi...
Enquanto eu tento formular desculpas pra te absolver
Você está lá com quem está...
E sem se preocupar se diverte sem se machucar!

Eu te odeio, eu te odeio!
Eu te odeio com todas as minhas forças
E vou te odiar o quanto eu puder
Ninguém tente me parar, ninguém sabe o que é

Então se liga saia da minha vida
Não se torne o que eu jamais pensei que fosse
E volte para os seus pais
Lugar de onde você nunca tinha que sair
Culpa minha insistir e não desistir de uma víbora fútil e vaidosa
Mas a verdade é que a verdade dói
E a dor é foda de aguentar!

Eu te odeio, eu te odeio!
Eu te odeio com todas as minhas forças
E vou te odiar o quanto eu puder
Ninguém tente me parar, ninguém sabe o que é